sábado, 31 de agosto de 2013

Oi, gente! Estou aqui hoje para falar sobre o filme Instrumentos mortais: Cidade dos ossos. Eu já li todos os livros da série, pelo menos os que já foram lançados, e devo dizer que gostei muito do filme. Lógico que muitas mudanças aconteceram das páginas para a tela, mas eu achei que foram mudanças criativas e muito interessantes. As opiniões sobre o filme variam muito, mas a aceitação, pelo menos no lugar onde eu moro, foi bem grande. Se eu falar do filme em si, acabarei soltando spoilers e eu sei o quão frustrante é vê-las...

Então vou falar sobre o que eu achei dos atores e seus respectivos personagens.

Jamie (Jace): Foi alguém que me impressionou. Perdoem-me as fãs dele, eu não tenho nada contra ele, mas eu não estava botando fé nele como Jace... Porém ele foi muito melhor do que eu esperava, sem tirar que no confronto dele com o Valentine ele não ficou com aquela obediência e amor cedo pelo “pai”, ele deixa bem claro que jamais aceitaria se unir a uma pessoa tão doente, apesar de deixar claro seu confronto interno de “o homem que me criou é um monstro”.

Lily (Clary): Fez-me ver a personagem principal de uma nova maneira. Tenho que admitir que a Clary dos livros (pelo menos do terceiro livro, quando ela vai pela primeira vez parar em Idris), é infantil e egoísta no meu ponto de vista, apesar de ser uma boa personagem. Lily mostrou no filme que isso não é exatamente culpa da Clary, ela colocou nas telas não só o lado “eu tenho que aprender a lutar” dela, mas também o choque emocional que qualquer pessoa sofreria ao se ver naquele contexto novo e sinistro.

Kevin (Alec): Deixou bem claro no começo do filme o que Alec é e assim não ficou difícil ver o porquê Clary descobre o “segredinho” dele tão rápido... Apareceu pouco, mas realmente conseguiu passar a essência do personagem, sem deixar de lado todo o mistério que o envolve.
Jemima (Isabelle): Devo dizer que fiquei muito feliz em algumas cenas extras em que ela aparece e que não têm nos livros. A atriz conseguiu passar o lado arrogante de Isabelle sem ser arrogante demais, mostrando que ela é na verdade mais sensível do que imaginamos, e isso é algo que não reparamos no primeiro livro.
Godfrey (Magnus): Apareceu pouco demais, e como eu sou doida pelo Magnus, isso me deixou meio triste, porém ele realmente não aparece muito no começo da história... A escolha de Godfrey para esse papel foi muito bem pensada, porque eu sinceramente não imagino ninguém mais perfeito para ser o nosso querido e purpurinado warlock.

Robert (Simon): Eu sou muito suspeita para falar sobre ele, porque amo o ator demais, assim como o personagem. Adorei o jeito com que ele passa a insegurança do Simon em perder sua melhor amiga (e paixão de anos), o jeito nerd e todo aquele jeito Simon de ser. Também não imagino mais ninguém no papel de Simon e foi meu preferido no filme.

Jonathan (Valentine): Outro que me impressionou. Não que eu já não soubesse que ele é um ator brilhante, mas eu não sabia o que esperar de um papel como esse. Ele passou o lado febril por poder, o lado louco de Valentine, em casa gesto, em cada palavra e eu achei isso fantástico. Ele merece muitas palmas, sinceramente. Só queria ter visto um pouco mais do jeito manipulador dele, o que levou as pessoas a seguirem ele no começo.

Lena (Jocelyn): Bom, eu já me derreti no começo pelo sotaque dela, porque eu assisti o filme legendado. Ela não aparece muito também, mas isso é por razões óbvias para quem leu o livro. De qualquer forma, achei muito legal mostrarem ela lutando, se defendendo, coisa que no livro não vemos. Amei ver os anos em que ela escondia o que era de Clary.

Aidan (Luke): É o perfeito Luke em todos os sentidos, na aparência e nas atitudes. Desde quando ele foi escolhido para o papel, eu já tinha grandes expectativas e ele não falhou nenhuma delas.
Espero que gostem do filme, e se não gostarem, por favor, também deixem sua opinião.

Beijos e até mais,
Annie Müller.



P.S.  Para informações sobre o livro, consulte: http://www.orelhadelivro.com.br/livros/8293/cidade-dos-ossos/

by Bookníaco s 19:09 No comments

0 comentários:

Postar um comentário

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites Stumbleupon Twitter

Search