quinta-feira, 30 de outubro de 2014



" - Mais tolos são. Minha primeira regra da guerra, Cat: nunca dar ao inimigo o que ele deseja."


Se em A Guerra dos Tronos, o clima já era de total tensão, o segundo livro da série não seria para menos, pelo contrário.


Dos prenúncios do cometa, essa jornada se inicia de onde outrora havia terminado, com o grande cometa vermelho cortando o céu de Westeros.



Com Joffrey "no trono" enraivecendo toda a população com seus atos cruéis e imaturos, e um boato sobre incesto, foram o suficiente para incitar o autoproclamamento de vários reis pelas terras conhecidas e desconhecidas.



" - As intrigas são como a fruta, requerem um certo amadurecimento."


Assim falou Tyrion Lannister a sua amada irmã Cersei, e a dizer com Renly e Stannis Baratheon, Robb Stark, Daenerys Targaryen, todos avançando para o mesmo local, a mesma situação irredutível, o confronto do trono que são deles por "direito", essa fruta está muitíssima madura....ou não.


Porém, enquanto todos pensam por si mesmos e suas "contas bancárias", uma ameaça do Norte se aproxima cada vez mais, tornando cada missão da Patrulha da Noite mais arriscada, com "menos" patrulhantes a cada retorno.


Com os novos pontos de vistas adicionados a história, George consegue sempre nos surpreender, seja em forma de risos, seja em forma de choros.


Não recomendo a leitura a cardíacos, pois Martin sabe como criar uma bela emoção, com Sansa e sua ingenuidade, entretanto, sabe como criar uma perturbadora, angustiante, sentida em cada novo capítulo.


Façam parte deste universo medieval também, leiam os livros e só depois assistam a série, e se divirta com o cara que consegue acabar com todos os clichês possíveis.



Black Kisses
Selene


Para mais informações do livro, acesse:
 http://www.orelhadelivro.com.br/livros/91740/a-furia-dos-reis/

by Bookníaco s 20:30 No comments

0 comentários:

Postar um comentário

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites Stumbleupon Twitter

Search